Detalhes do Anúncio
 
Serviços
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Newsletter
 
Receba as novidades do Mercado da Aviação direto no seu e-mail
 
 
 
 
 
 
 
 
Compartilhar: Facebook Twitter Indique para um amigo

AEROCLUBE DE NOVA IGUAÇU

 
Aeroclube Nova Iguaçu
 
Informações
O Aeroclube O Aeroclube de Nova Iguaçu está prestes a completar 65 anos. Fundado em outubro de 1942, ele já foi uma referência em escola de pilotagem no Estado do Rio de Janeiro. No entanto, em 2004, acabou interditado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ou pelo Departamento de Aviação Civil), por falta de manutenção do asfalto e insegurança para operação, inclusive o fácil acesso de pedestres, ciclistas e motociclistas à pista.         Instalado numa área de mais de 100 mil metros quadrados, com uma pista de 1200 metros de comprimento por 30 metros de largura – quase igual à do Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio –, o Aeroclube de Nova Iguaçu era o único da Baixada Fluminense. Foi lá que Lucy Lúpia, a primeira piloto de linha aérea no país, adquiriu a experiência para obter as licenças de piloto privado, comercial e de instrutora de pilotagem elementar nos anos 1960-70.           “Eu também me formei aqui. O curso era mais barato e excelente. É muito triste ver esse aeroclube abandonado”, disse o empresário Alfredo Burkle, que encontrei, por acaso, durante uma visita ao aeroclube. Morador de Sulacap, na zona oeste do Rio, ele desconhecia a interdição do local e foi até lá porque pretendia revalidar sua carteira de piloto privado (amador).      Por ora, a revitalização do aeroclube está limitada a promessas. Em 2005, o governo municipal divulgou que estava cuidando da liberação da pista e que, numa parceria com a Infraero, a área seria transformada no primeiro aeroporto da Baixada Fluminense. Depois foi a vez de o governo federal anunciar a construção da Universidade da Baixada (um campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), com previsão de inauguração este ano - pelo que vi no local, as obras ainda estão no início. De efetivo mesmo, de tempos em tempos, o aeroclube serve de palco para grandes shows musicais e outros eventos. Mais recentemente, ele protagonizou uma cena no noticiário que retrata bem o seu abandono: a invasão do terreno por cerca de 300 sem-teto (veja vídeo do RJ-TV), que ali ficaram por algumas semanas até serem retirados pelas autoridades.       No aeroclube, hoje ainda funciona uma empresa de ultraleves, a Starflight, que não tem autorização de vôos de teste com seus aparelhos naquela pista. No entanto, por lá, um pequeno número de aeronaves muito especiais pousam e decolam livremente, nos finais de semana e feriados: modelos que pertencem aos integrantes da Associação de Aeromodelismo de Nova Iguaçu (Aero Iguaçu). E dão vida ao aeroclube que parece estar longe de alçar vôos maiores. (Foi depois de uma visita à galera da Aero Iguaçu, que decidi escrever sobre o aeroclube. Quando criança, eu ficava fascinada ao olhar para os planadores rebocados por outras aeronaves, com cabos de metal, e para as acrobacias aéreas dos pequenos aviões. Pois bem, há um mês venho solicitando informações à assessoria de comunicação da prefeitura sobre a situação atual do aeroclube - a interdição, as obras em andamento, o anunciado aeroporto, a ocupação pelos sem-teto etc. Não obtive qualquer resposta. O aeroclube parece mesmo esquecido).
 
Categoria(s)
Empresa
AV: GOV. ROBERTO SILVEIRA, 1585 - Não Informado
Cep: 26825-000
NOVA IGUACU - RJ
(21) 2695-4873
e-mail: Não Informado
http://www.overmundo.com.br/guia/aeroclube-de-nova-iguacu
 
Enviar uma Mensagem

Envie uma mensagem

Fechar

 

 

   
 
 
 
Clique para ampliar a imagem
 

 
 


 
 
 
 
 
 

AV. Olavo Fontora, 484A - Sala 13

Aeroporto Campo de Marte - Hangar Planavel

Santana - São Paulo

CEP: 02012-020

Tel: (11) 3186-1080

 

Indique o Mercado da Aviação

Fechar